Educação e neoliberasmo no Brasil:

reflexões sobre as implicações na profissão docente

Autores

  • Weliton Martins da Silva Universidade Federal de Santa Maria/UFSM - Doutorando em Educação
  • Cassiano Telles Universidade Federal de Santa Maria/UFSM - Doutorando em Educação
  • Luiz Gilberto Kronbauer Universidade Federal de Santa Maria - UFSM

DOI:

https://doi.org/10.22483/2177-5796.2017v19n1p145-159

Resumo

Este artigo tem como objetivo discutir que maneira as propostas neoliberais implantadas no Brasil a partir dos anos 1990, tem impactado a Educação brasileira. Trata-se de uma pesquisa qualitativa, com análise baseada na produção bibliográfica relativa ao tema, buscando trazer contribuições significativas para a reflexão da temática. Para melhor compreensão foi necessário pensar o desenvolvimento do capitalismo, suas características; do liberalismo ao Keynesianismo, e a adoção das medidas neoliberais. Concluímos que as estratégias e discursos das políticas públicas educacionais continuam a apresentar a Educação como prioridade. Entretanto, o discurso da valorização da Educação e do professor sobrepõe-se às práticas contraditórias destas políticas, que na verdade, pouco avança no processo de valorização da docência, tornando o professor um produto neste processo e, ainda que, o discurso emane a valorização do professor, o que se percebe é a precarização do trabalho docente.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Weliton Martins da Silva, Universidade Federal de Santa Maria/UFSM - Doutorando em Educação

Mestre em Educação pela UNINCOR – MG; Professor da Rede Estadual de MG e Doutorando no Programa de Pós-Graduação em Educação pela Universidade Federal de Santa Maria/UFSM-RS

Cassiano Telles, Universidade Federal de Santa Maria/UFSM - Doutorando em Educação

Licenciado em Educação Física; Especialista em Educação Física Escolar; Mestre em Educação Física e Doutorando em Educação pela Universidade Federal de Santa Maria/UFSM

Luiz Gilberto Kronbauer, Universidade Federal de Santa Maria - UFSM

Doutor em Educação pela UFRGS. Professor do Departamento de Fundamentos da Educação da UFSM. Professore Orientador do Programa de Pós-Graduação em Educação/PPGE UFSM, Coordenador do Programa Especial de Formação de Professores para a Educação Profissional. 

Publicado

2017-05-11

Como Citar

SILVA, W. M. da; TELLES, C.; KRONBAUER, L. G. Educação e neoliberasmo no Brasil:: reflexões sobre as implicações na profissão docente. Quaestio - Revista de Estudos em Educação, Sorocaba, SP, v. 19, n. 1, 2017. DOI: 10.22483/2177-5796.2017v19n1p145-159. Disponível em: https://periodicos.uniso.br/quaestio/article/view/2453. Acesso em: 29 nov. 2022.

Edição

Seção

Artigos