Os parques infantis de Ribeirão Preto:

um pouco de sua história contada por relatos e documentos

Autores

  • Sergio César da Fonseca USP Faculdade de Filosofia, Ciências e Letras de Ribeirão Preto
  • Débora Menengotti Ferreira
  • Gabriela Campos Darahem

DOI:

https://doi.org/10.22483/2177-5796.2017v19n2p307-327

Resumo

A história dos parques infantis em Ribeirão Preto remonta a um modelo originado em São Paulo nos anos 1930. Na década de 1980, os parques infantis de Ribeirão Preto foram incorporados à sua rede municipal, deixando poucos sinais de sua existência. Para reconstruir tal história, este artigo utiliza documentos oficiais para apontar a origem dos parques da cidade e entrevistas com professoras para conhecer o início, a organização e o cotidiano das atividades parqueanas. Os parques de Ribeirão Preto tiveram seu projeto orientado pelo Departamento de Educação Física de São Paulo, e por isso estruturavam sua pedagogia a partir de jogos, recreação e educação física. Particularmente, também levavam o atendimento pediátrico, odontológico e cuidados básicos de saúde a crianças das classes populares.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Sergio César da Fonseca, USP Faculdade de Filosofia, Ciências e Letras de Ribeirão Preto

Doutor em Educação Escolar(UNESP), com Pós-Doutorado em Educação (UFMG) e Professor Doutor II no Departamento de Educação, Informação e Comunicação, FFCLRP, na Universidade de São Paulo (USP).

Débora Menengotti Ferreira

Pedagogia (USP), Mestre em Educação (USP) e Professora na Rede Municipal de Ribeirão Preto-SP.

Gabriela Campos Darahem

Pedagoga (USP) e Mestre em Psicologia (USP).

Publicado

04-09-2017

Como Citar

FONSECA, S. C. da; FERREIRA, D. M.; DARAHEM, G. C. Os parques infantis de Ribeirão Preto:: um pouco de sua história contada por relatos e documentos. Quaestio - Revista de Estudos em Educação, Sorocaba, SP, v. 19, n. 2, 2017. DOI: 10.22483/2177-5796.2017v19n2p307-327. Disponível em: https://periodicos.uniso.br/quaestio/article/view/2754. Acesso em: 28 jan. 2023.

Edição

Seção

Artigos