A chorographia de Laudelino Freire (1898)

Autores

  • Vera Maria dos Santos Universidade Tiradentes
  • Simone Silveira Amorim
  • Éverton Gonçalves de Ávila

DOI:

https://doi.org/10.22483/2177-5796.2017v19n2p455-470

Resumo

Este artigo analisa a obra Quadro Chorographico de Sergipe do professor e advogado Laudelino de Oliveira Freire sob os seguintes aspectos: a intenção do autor, o conteúdo e os juízos da imprensa. Utilizou-se das seguintes fontes para a realização deste trabalho: a primeira e a segunda edição do livro, Quadro Chorographico de Sergipe, o Dicionário Bio-bibliográfico de Armindo Guaraná e a Collecção das Leis, Decretos e Actos do Estado de Sergipe, dos anos de 1897-1898, além das fontes bibliográficas. Os trabalhos que referenciam essa análise são aqueles que entendem o livro didático como objeto cultural que guarda as marcas de seu uso. O Quadro Chorographico de Sergipe, publicado em 1898, foi uma obra importante para a mocidade sergipana, considerando o tempo e o espaço em que foi produzido.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Vera Maria dos Santos, Universidade Tiradentes

 Mestrado e Doutorado em Educação pela Universidade Federal de Sergipe. Professora e pesquisadora do Programa de Pós-graduação em Educação da Universidade Tiradentes.  Integrante do grupo de pesquisa Educação e Sociedade. Livros publicados no campo das disciplinas escolares.

Simone Silveira Amorim

Mestrado e Doutorado em Educação pela Universidade Federal de Sergipe. Professora e pesquisadora do Programa de Pós-graduação em Educação da Universidade Tiradentes. Coordenadora do grupo de pesquisa Educação e sociedade e tem livros publicados sobre a formação docente no século XIX.

Éverton Gonçalves de Ávila

Professor e pesquisador do Programa de Pós-graduação em Educação da Universidade Tiradentes. Doutorado em Educação pela Universidade do Rio Grande do Sul.

Publicado

04-09-2017

Como Citar

DOS SANTOS, V. M.; AMORIM, S. S.; DE ÁVILA, Éverton G. A chorographia de Laudelino Freire (1898). Quaestio - Revista de Estudos em Educação, Sorocaba, SP, v. 19, n. 2, 2017. DOI: 10.22483/2177-5796.2017v19n2p455-470. Disponível em: https://periodicos.uniso.br/quaestio/article/view/2985. Acesso em: 28 jan. 2023.

Edição

Seção

Artigos